• By Sharon Theimer

Pergunta e resposta: COVID-19 e pressão alta: eu corro risco?

3 fevereiro 2021
Mulher olhando pela janela de sua casa

CARA MAYO CLINIC: Eu sou uma mulher latina recentemente diagnosticada com pressão alta. Vários outros membros de minha família também têm hipertensão e doenças cardíacas. Estou preocupada com os picos de COVID-19 e me perguntando o que posso fazer para diminuir o risco de adoecer gravemente com COVID-19.

RESPOSTA: A COVID-19 é preocupante para todas as pessoas, mas as pesquisas mostram que pessoas com certas condições de saúde subjacentes, como hipertensão não tratada, têm maior risco de doenças mais graves. Além disso, algumas minorias raciais ou étnicas são desproporcionalmente afetadas pela COVID-19.

No seu caso, os primeiros passos importantes são tomar medidas para prevenir a infecção pela COVID-19 e garantir que você está controlando sua pressão arterial. A melhor maneira de se proteger da COVID-19 é evitar a exposição. Se você sair, use máscara. Mantenha uma distância de cerca de 6 pés ou 2 metros de outras pessoas. Evite contato próximo com qualquer pessoa que esteja doente ou com sintomas. Além disso, evite grandes eventos e aglomerações.

Siga o plano de tratamento de pressão arterial que você criou com seu médico. Se não for tratada, a hipertensão pode levar a muitos outros problemas de saúde graves, incluindo doenças cardíacas, derrame cerebral e demência.

As evidências mais recentes mostram que pessoas com hipertensão não controlada ou não tratada podem ter maior risco de adoecer gravemente com COVID-19. Esse risco aumentado não é visto quando a hipertensão é tratada de forma adequada com medicamentos.

Além da medicação, mudanças no estilo de vida são importantes. Aqui está um lembrete das opções de estilo de vida que podem ajudar a controlar a pressão alta:

  • Escolha alimentos saudáveis para o coração.
    Considere as abordagens dietéticas para parar a hipertensão, ou DASH, uma dieta que se concentra em frutas, vegetais, grãos integrais, aves, peixes e laticínios com baixo teor de gordura. Reveja uma série de receitas saudáveis para o coração.
  • Diminua o sal em sua dieta.
    Tenha como objetivo limitar o sódio a menos de 2.300 miligramas ou menos por dia. No entanto, 1.500 miligramas ou menos de sódio por dia é ideal para a maioria dos adultos.
  • Perca peso.
    Perder até mesmo um pouco de peso pode reduzir sua pressão arterial.
  • Se exercite
    O exercício regular reduz a pressão arterial e ajuda no estresse e na perda de peso.
  • Controle o estresse.
    Quando você está estressado, pode lidar com estresse de maneiras prejudiciais à saúde que podem aumentar sua pressão arterial. Tente controlar o estresse de maneiras saudáveis, como respiração profunda e meditação.
  • Evite ou limite a ingestão de bebidas alcoólicas.
    O álcool pode aumentar a pressão arterial.
  • Pare de fumar.
    O tabaco faz com que a pressão arterial suba e a placa se acumule rapidamente nas artérias.

Medicação e mudanças no estilo de vida oferecem uma combinação poderosa para prevenir ou reduzir os problemas de saúde que a pressão alta pode causar. Devido à COVID-19, sempre certifique-se de ter em mãos um estoque de medicamentos para pelo menos duas semanas.

Seu trabalho, onde você mora e com quem mora podem tornar difícil o controle de sua pressão arterial se você estiver preocupada com a COVID-19. Descobrimos, por exemplo, que morar em uma casa com várias gerações, condições superlotadas e áreas densamente povoadas podem tornar o distanciamento social mais difícil. Além disso, o tipo de trabalho que você faz pode contribuir para o risco de contrair COVID-19. Há um risco maior de exposição em alguns trabalhos considerados essenciais ou que não podem ser realizados remotamente e que envolvem interação com o público.

Você é incentivado a ser extremamente cuidadoso ao usar uma máscara, evitar grandes aglomerações, seguir as regras de distanciamento social e higiene das mãos, continuar a tomar seus medicamentos e limitar atividades de risco sempre que possível. Incentive os membros da família considerados de alto risco a fazerem o mesmo. Certifique-se de entrar em contato com seu médico se descobrir que foi exposta à COVID-19 ou começar a sentir sintomas consistentes com COVID-19 ou outras emergências médicas, incluindo falta de ar. Dr. William Marshall III, Doenças infecciosas, Mayo Clinic, Rochester, Minnesota


As informações nesta postagem estavam corretas no momento de sua publicação. Devido à natureza dinâmica da pandemia da COVID-19, o entendimento científico, juntamente às diretrizes e recomendações, pode ter mudado desde a data original de publicação.  

Para mais informações e toda a nossa cobertura da COVID-19, acesse a Rede de Notícias da Mayo Clinic e mayoclinic.org.

JORNALISTAS: as informações contidas neste artigo podem ser citadas e atribuídas à Mayo Clinic. Para entrevistar o Dr. William Marshall III ou um especialista da Mayo Clinic, entre em contato com Relações Institucionais da Mayo Clinic em newsbureau@mayo.edu.